Como falar de você em uma entrevista de emprego?

Você está tão ansioso em busca de uma recolocação profissional no mercado que só de pensar na hora da entrevista dá até desespero. Por isso, hoje vou compartilhar com você algumas dicas do que falar numa entrevista de emprego.

Anotem ai:

Tenha confiança para falar de si: você precisa saber expressar quem você é, quais suas experiências passadas, seus objetivos e metas para o futuro, seus defeitos e qualidades – sem parecer pretensioso ou modesto demais. 

Fale das suas competências: fale honestamente sobre seus talentos, suas habilidades e competências e como elas podem se reverter positivamente para a empresa. Se lhe falta algum conhecimento técnico para aquela vaga, mostre disponibilidade para aprender.

Fale por que você quer esta vaga: é nessa pergunta que o avaliador observa se você tem um pensamento alinhado ao da empresa. Por isso é importante a preparação prévia. Pesquise tudo sobre a organização, saiba como você pode contribuir e de que forma a vaga atende suas expectativas.

Planos para o seu futuro: ao falar dos seus objetivos e metas para o futuro, tente passar uma imagem de simplicidade e alguma ambição. Exemplo: “Meu objetivo nesta empresa é adquirir experiência suficiente para chegar, no futuro, a cargos mais altos de gestão”.

E OS TEMIDOS DEFEITOS?

Workaholic. Perfeccionista. Ansioso. Detalhista. Essas são algumas das respostas mais ouvidas em entrevistas de emprego à famigerada questão: “Qual é o seu principal defeito? Os recrutadores já estão cansados de ouvir as mesmas respostas. E acredite, todos tem medo de falar sobre os seus verdadeiros defeitos numa entrevista.

Quando o recrutador faz essa pergunta, certamente ele tem em mente:

1 – conhecer os pontos que o profissional à sua frente ainda precisa desenvolver. Isso é essencial para saber se ele está preparado para assumir imediatamente a vaga, ou se será preciso treiná-lo em algum aspecto técnico ou comportamental depois de contratá-lo.

2 – um pouco mais sutil, é investigar o grau de autoconhecimento do candidato.

3- avaliar a sua abertura às críticas – a resposta do candidato mostrará se ele é humilde o suficiente para reconhecer suas próprias fraquezas e se abrir a eventuais feedbacks negativos.

Claro, que não existe resposta certa. Então, como responder? Seja verdadeiro!

Honestidade: Falar sobre os defeitos não é uma tarefa fácil, mas é essencial que o candidato seja sincero. A sinceridade é lavada em conta pelo recrutador. Então, se você disser o seu temido defeito, você certamente estará sendo diferente e ganhará a atenção do recrutador.

Soluções: Uma dica é falar sobre o seu defeito já evidenciando uma solução. Além de tudo você mostrará que tem autoconhecimento e capacidade para desenvolver habilidades.

O pensamento do recrutador: vale destacar que essa pergunta é usada pelos recrutadores por um motivo específico. Os profissionais querem entender o perfil dos candidatos, mais do que saber sobre seus defeitos. Ou seja, eles buscam conhecer o profissional, sua personalidade e suas soft skills (habilidades comportamentais), como resiliência e determinação, por exemplo.

E ai, qual é o seu defeito?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *